Empoderamento feminino: Dê o primeiro passo!

A transformação começa com você. Seja gentil com o espelho e as outras mulheres


Por Aline Nunes

Quantas vezes no seu dia, na semana ou no mês você apontou o dedo para uma coleguinha, conhecida ou 'seguidora' e a julgou, seja pela roupa ou por algo que ela tenha dito? E por acaso no meio de reuniões, cafés corporativos ou apresentações de trabalho você fez algum comentário como 'deixa pra lá, ela está de tpm', 'relaxa, isso é coisa de mulher', 'aff, isso é papo de homem'? Lamento informar: você não está colaborando para a caminhada feminina.



De nada adianta postar textões bonitos e reflexivos, vender uma imagem de 'empoderada' se esse tipo de 'comentário' continuar nos seus discursos ou você deixa-los passarem batidos no seu dia a dia. Mulheres podem, sim, gostar de futebol, tecnologia e carros. Assim como os homens podem gostar de moda, maquiagem ou gastronomia. Vamos parar de dividir o mundo!


Quanto mais nos dividimos, mais perdemos. Chega de dividir homem e mulher, chega de dividir rosa e azul, chega de certo e errado, chega de dividir gordas e magras, chega de dividir 'essa é pra casar' ou 'essa é pra pegar', chega de dividir feias e bonitas, chega de dividir rica e pobre. Chega de apontar, chega de rotular, chega de adjetivar.


O mundo tá caminhando para uma grande vitrine toda etiquetada, mas você saltar fora dessa gôndola ainda enquanto há tempo, inicialmente parando de julgar. Acompanhe os depoimentos das minhas amigas e convidadas na série #SeJuntasJaCausam, mulheres que arrancaram as etiquetas e fizeram de seus sonhos suas realidades.


Conheça a história da Michele Simões:


E como eu sempre gosto de dizer, espalhe amor, que terá muito amor de volta!


39 visualizações0 comentário