O que é Coloração Pessoal?

Atualizado: 18 de Jan de 2020

Por Aline Nunes

Autoconhecimento é um tema que tem sido muito explorado por influencers, blogs e publicações nos últimos tempos. Existe uma sede das pessoas em se conhecer melhor. Essa busca pelo autoconhecimento ficou clara para mim no meu trabalho com o Armário do Bem, onde os conteúdos relacionados a esse tema tiveram muito retorno - e um enorme poder de TRANSFORMAÇÃO. Tive a chance de colorir o guarda-roupa de uma publicitária que só usava preto, consegui abrir os olhos de uma administradora que estava num relacionamento abusivo e eu, Aline, passei de uma pessoa ansiosa para uma pessoa extremamente produtiva.



Mas onde buscar ferramentas pra gente se conhecer? Tem tanto conteúdo e tanta referência que a gente fica se comparando com os outros em vez de se olhar. Por isso, até a existência de tantas doenças relacionadas aos transtornos de imagem, compulsão, consumo excessivo e depressão. E, no meio desse cenário de caos, onde o Brasil ocupa, segundo a OMS, o lugar do país mais depressivo da América Latina, temos a consultoria de imagem e estilo, que é tipo um AULÃO de autoconhecimento e injeção de autoestima, em que você começa a ser sua PRIMEIRA PRIORIDADE.  Na consultoria, você conhece melhor o seu estilo, os seus pontos fortes e fracos, passa a ter uma relação melhor com o guarda-roupa e o espelho também. E tem uma parte especial nesse processo, que acho sensacional: A COLORIMETRIA PESSOAL. Pode parecer besteira, mas uma cor pode mudar TUDO!



Durante o processo, que dura em média de uma a duas horas, num atendimento personalizado e individual, a pessoa descobre se a pele dela é quente, fria ou neutra e ainda aprende quais cores mais combinam com ela. Conhecer as cores é um ótimo aliado para comprar roupas, combinar cores no dia a dia e ainda acertar nos tons de maquiagem e cores para o cabelo.


A cor diz tudo sobre você!

A colorimetria pessoal é como se fosse um filtro natural de Instagram. Primeiro, você descobre o grau de contraste entre seus cabelos, olhos e pele. Durante o processo, em que você fica neutralizado com tecidos cinzas e sem maquiagem, você vai conhecendo qual cor mais combina com você, se é algo mais opaco, mais brilhante, mais escuro, mais claro.


Mariana Klinke mais apagada e com o tecido efeito filtro INSTAGRAM

Eu mesma, vivi a vida inteira ouvindo que era muito branquinha e, por ficar muito vermelha facilmente, não poderia nunca usar vermelho. E a minha cartela, PRIMAVERA INTENSA, mostrou justamente o contrário. Hoje em dia, encontrei um novo guarda-roupa, cheio de peças em tons de vermelho, uma cor inclusive muito aliada para os dias de desânimo, que preciso de mais força de vontade, energia e até argumentos para discussões mais fortes no trabalho ou no relacionamento. 


São 12 tipos de cartela e essa é uma delas, típica de uma pele neutra e quente!